segunda-feira, 16 de abril de 2007

Manual Prático: Como Irritar Políticos, Arrumar Inimizades, e Se Divertir, pt. I

Bom... Um guia básico e prático, direto:

I. Durma mal, há pelo menos, uma noite anterior ao seu feito;
II. Tenha certeza de ter bebido uma tarde inteira com seus colegas (inúteis) de trabalho;
III. Comece a aula em seu campus com o "pé direito", cheirando à referida bebida etílica do número anterior, enquanto seu mestre leciona em sala e você tem discussões sociológicas de como comunistas não contribuem para o futuro da humanidade;
IV. Vá, convidado formalmente, para um evento de importância local, com seus colegas de curso;
V. Observe alguns outros convidados, pegue alguns itens do inventório de comes e bebes do evento, sirva-se e fale de boca cheia;
VI. Comente que a arrumação do tal evento esteja desorganizada, assobie alto para as solenidades presentes, bata palmas e seja observado pela comissão organizadora do mesmo (desaprovadamente, claro!);
VII. Tire comentários acalorados de alguns colegas seus, levando, inclusive, pisões no pés, puxões de orelha, e tentativa de expulsão do local;
VIII. Ria sarcasticamente de métodos de política, palpite alto, aja como um debate de jogo de futebol (de preferência, alto);
IX. Quando a solenidade-mor tiver acabado sua "contribuição em presença", aproxime-se, afaste alguns jornalistas (não recomendado substancialmente, pode acarretar em problemas maiores), e inicie uma calorosa conversa informal com a tal solenidade;
X. Deixe a solenidade-mor constrangida;
XI. Afaste-se (mesmo);
XII. Receba as merecidas críticas e alguns desafetos (essa é a parte ruim, talvez);
XIII. Volte para o seu campus (se tiver), tenha uma outra aula importante, receba mais críticas, dessa vez, de um ou outro jornalista que você tenha empurrado (não disse?) e discuta a relação de "respeito" para com algumas solenidades;
XIV. Seja agredido;
XV. Relaxe, vá para casa, e durma bem.

* O solene clique foi feito por Pafúncio Pinto

4 comentários:

Floco disse...

Quem é esse mesmo? Ah, é o Kojak! ;D

jotapê disse...

veja bem, nomes não foram citados. :D
uahuahauha

Bruna disse...

Meu pai do céu, olha onde vamos parar.
UAAUAHAUHAUAHAUAHAAU
Essa história me arrancou gargalhadas, entre lágrimas e babas, quando me foi contada "originalmente"

Cora disse...

Foi tu jotapê?